Bengala, muleta ou andador? Saiba como escolher a ideal para você

6 minutos para ler

Conforme formos envelhecendo, é normal que nossa força nos membros inferiores venha a diminuir, podendo até mesmo ser necessário o uso de algum aparelho para auxiliar nossa mobilidade.

E quando chega na hora de pensarmos a respeito, pode surgir a dúvida: devo procurar uma bengala, uma muleta ou um andador?

Embora com objetivos parecidos, a bengala, a muleta e o andador possuem suas particularidades. De modo geral, são indicadas de acordo com as necessidades específicas de cada pessoa.

 E aí, quer saber mais sobre quais são essas necessidades específicas e como escolher entre um e outro? Então continue lendo e descubra!

Bengala x Muleta x Andador: o que são e para que servem?

Sendo basicamente um pequeno bastão ou cajado, a bengala é o tipo mais leve pertencente aos dispositivos auxiliares de marcha (DAM), cujo principal objetivo é dar um pouco mais de estabilidade para quem possui pouco equilíbrio, leve fraqueza ou lesão nos membros inferiores.

Portanto, ela alivia o peso em um membro e fornece mais segurança para a locomoção, além de ser fácil de utilizar e transportar. Note, entretanto, que a bengala é mais indicada para casos leves, em que não há nenhum caso grave de lesão ou fraqueza nos membros inferiores.

Passando para outro dispositivo, temos a muleta. Esta possui uma altura maior do que a bengala e é indicada para aliviar o peso de uma das pernas, comumente utilizada em casos de recuperação de alguma fratura ou cirurgia.

Apesar de fornecer mais estabilidade do que uma bengala, a muleta exige um pouco de força dos membros superiores, pois a pessoa precisará exercer mais força para poder se locomover.

Por outro lado, temos o andador adulto como o mais pesado dos DAM e também como o mais robusto e seguro dentre eles.

Recomendado para casos mais severos, como lesões, problemas graves do tronco para baixo ou até alguma deficiência nas pernas, este dispositivo auxiliar fornece muito mais sustentação e segurança com seus quatro “pés”, aliviando quase que totalmente o peso que iria para os membros inferiores.

E também é indicado para situações em que a pessoa possa ter falta de coordenação motora, falta de força para sustentar o próprio peso e labirintite e outros distúrbios de equilíbrio.

Embora seja o DAM mais confiável para quem tem dificuldades de locomoção, deve-se saber que infelizmente o andador não pode ser utilizado para subir ou descer escadas. Por isso que a acessibilidade é tão importante!

Tipos de bengalas

Agora que vimos o que é uma bengala e para que serve, vamos conhecer os três principais tipos:

1.    Bengala tradicional

Como o próprio nome já diz, é o modelo padrão de todas as bengalas, aquela com o apoio em formato de gancho, lembra?

Pois bem, este tipo é o mais simples possível, basicamente indicado para quem possui um desequilíbrio bem leve.

2.    Bengala offset

Sendo o segundo modelo mais comum que podemos encontrar, é aquele que possui uma dobra do apoio ao cabo, quase que um “T” ou um sinal de interrogação ”?”.

Por conta desse formato, o apoio dessa bengala possibilita uma pegada mais firme e maior sustentação, permitindo que a pessoa possa depositar mais de seu peso nessa bengala.

3.    Bengala com quatro apoios

Aqui temos o modelo mais incomum e ao mesmo tempo mais eficiente de bengala. Com um apoio para mão podendo variar entre o tradicional e o “T”, o seu cabo culmina em quatro pontas.

E por conta desse maior contato com o solo, essa bengala é a mais confiável entre os três tipos, dando muito mais sustentação e podendo receber mais peso, além de poder ficar em pé sozinha.

Tipos de muletas

No caso das muletas, temos dois tipos principais, sendo eles:

1.    Muleta auxiliar

É aquela que vemos em hospitais, em que a pessoa encaixa a muleta sob as axilas e exerce força com o braço para fazer um movimento pendular, para então poder se locomover.

Por conta de sua estrutura mais firme, é possível aplicar mais força nesse dispositivo e aliviar bastante a pressão que estaria nas pernas, no quadril e na lombar.

2.    Muleta de antebraço, ou muleta canadense

Neste modelo, o cabo é mais curto e o modo de uso diferente. Ao invés do apoio sob as axilas, aqui há um suporte para encaixar o antebraço e depois uma empunhadura, possibilitando maior movimentação e liberdade que o outro tipo de muleta.

Sendo assim, esta muleta é mais indicado para casos de lesões e traumas mais longos e até permanentes.

Tipos de andadores

Por último, vejamos brevemente três tipos de andadores e suas características:

1.    Andador tradicional

Este normalmente é o primeiro que vem à mente quando pensamos em andadores. Possui os quatro “pés” estáveis no chão, sendo fabricado de alumínio e tubo de aço.

 Apesar de fornecer muito mais segurança e estabilidade do que qualquer muleta e bengala, este modelo necessita ser levantado e empurrado para frente, exigindo bastante esforço.

2.    Andador com rodas frontais

Amenizando uma das dificuldades do outro modelo, este aqui possibilita uma mobilidade maior com menos esforço, embora perca um pouco de sua estabilidade nas rodas frontais.

3.    Andador com quatro rodas

Aqui temos o andador com maior agilidade e mobilidade dentre os três, pois fica muito mais fácil de empurrá-lo e se locomover com esse modelo. Entretanto, acaba não sendo recomendado para quem precisa utilizá-lo para apoiar seu peso.

Bem, vimos bastante informação, não é? De modo geral, seja uma bengala, muleta ou andador, caso sinta que precisa de um dispositivo auxiliar de locomoção, o mais recomendado é que procure um médico especializado, como um ortopedista, para então explicar sua situação e ver o que pode ser feito.

Depois disso, com o que você aprendeu até aqui, poderá escolher um andador adulto, muleta ou bengala de acordo com suas necessidades, levando em conta aspectos como estabilidade, mobilidade e sustentação, de modo a evitar possíveis quedas e encontrar o dispositivo ideal para você.

Gostou do post e o achou útil de alguma forma? Então o que acha de dar uma olhada na nossa loja e conferir a linha de andadores, bengalas e muletas?

Aproveite e nos siga em nossas redes sociais, como o Instagram e Facebook, para sempre ficar sabendo quando tivermos outras publicações para você.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

-